BANCÁRIOS: PRESSÃO POR METAS PODE GERAR DANO MORAL | Rossato & Fronza

BANCÁRIOS: PRESSÃO POR METAS PODE GERAR DANO MORAL

BANCÁRIOS: PRESSÃO POR METAS PODE GERAR DANO MORAL

admin
Sem categoria
Deixar um comentário

Os transtornos psíquicos são os sintomas mais comuns entre os trabalhadores da categoria, resultado do clima de controle rígido nas agências, marcado pela pressão diária por produtividade e por metas inatingíveis.

Os bancos devem ficar atentos, já que essa estratégia organizacional pode caracterizar assédio moral e, pior, levar seus trabalhadores ao adoecimento por culpa empresarial.

Em Minas Gerais, uma bancária ganhou na Justiça o direito a uma indenização por danos morais, após ter sido vítima de assédio no banco em que trabalhava.

Uma das testemunhas contou que “as cobranças eram sempre muito duras, incisivas e diárias. E feitas pessoalmente, em reuniões e até mesmo por e-mail frequentes. Quem não atingisse o resultado esperado, além de não ganhar premiações, era ameaçado de transferência ou demissão pelo superintende ou pelo gerente-geral”.

A prática de cobrança de metas nos bancos é comprovadamente uma das principais fontes de adoecimento dos bancários. Os transtornos psíquicos são os sintomas mais comuns entre os trabalhadores da categoria, resultado do clima de controle rígido nas agências, marcado pela pressão diária por produtividade e por metas inatingíveis.

PJe: 0000155-03.2014.5.03.0099
Fonte: Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região

Caso você acredite que esteja passando por alguma violação trabalhista dentro da sua empresa, não hesite e busque ajuda especializada.

51 3093.0133

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Contato

Deseja entrar em contato com nosso escritório?
Então preencha o formulário abaixo e tire suas dúvidas.

Mais Informações

contato@rossatoefronza.com.br     +55 51 3093.0133     +55 51 99960.0133
Av. Getúlio Vargas, 908/501 - Menino Deus - Porto Alegre/RS
CEP: 90150-002